sábado, junho 30, 2012

Inspiração



Preciso pensar,
Criar, acreditar,
Preciso expressar...

Preciso Sentir,
Cantar, falar,
Preciso silenciar-me...

Preciso de tempo
De atitudes
Preciso andar
Preciso parar...

O que realmente preciso?
Preciso pensar!
Porque sem os pensamentos não conseguirei criar.

É, eu preciso...
Preciso do detalhes,
Da simplicidade,
Preciso de verdades,
De realidades.

Apenas preciso escrever...
Inspirar me...
Preciso !

Panmela Pacheco  


segunda-feira, junho 18, 2012

Sem Sentidos




Sabe o que não consigo entender?
O por que as coisas acontecem de certas maneiras...

Por quê a água do rio é doce?
E a do mar é salgada?

Por que o sol é de dia?
E a Lua é de Noite?

Por que há pessoas ricas?
E por que há pobres?

Por que diferenças de línguas?
Por que a madeira é tirada da árvore?
E  por que o vidro é da areia?

Queria entender o por que mundo tem cores?
E a paz é simbolizada pelo branco?
E a guerra pelo preto?

Por que felicidade tem que ser acompanhada de um sorriso?
E amor de gentilezas?
E as perguntas sem respostas?
Sem sentidos?

Não consigo entender,
Por que tudo  é de um jeito estranho,
Tudo é meio sem sentido,
Onde o meu mundo, ninguém consegue ver,
Tente entender!

As coisas  há sentido,
Mais você sabe? Não!
É, sem sentido...


Panmela Pacheco


segunda-feira, junho 04, 2012

Expressões




É no olhar,
No sorriso,
Até mesmo em um gesto,
Que conseguimos observar um sentimento.

Talvez um sentimento de carinho,
Ou, malicioso,
Sentimento de amizade,
Quem sabe apenas só um gesto.

Gesto que deixa no ar a curiosidade,
Agora é? Ou será que é?
Gesto que meche com os sentimentos
mais escondidos, gestos...

Sem palavras,
Sem sintonia,
Sem afeição,
São apenas simpatia,
Alimentando uma imaginação.

Seria bom se soubéssemos captar todos os gestos
Desde um desprezo até ao chamego.
Saberíamos olhar de verdade,
Sorrir de verdade,
e com certeza aprenderíamos amar de verdade.

Mais enfim,
gestos, são apenas gestos,
embora signifiquem alguma coisa,
Hoje eles não estão significando nada.

Panmela Pacheco

sexta-feira, junho 01, 2012

Sazonamento



Maturidade?
Não significa idade,
Não significa deixar de sorrir,
brincar, falar alto às vezes.

Maturidade?
Não é deixar de chorar,
Não calar pra ser simpático,
Não omitir o que sente.

Ser maduro é ser criança nas horas difíceis,
Porque criança, mesmo com dificuldade,
Enfrenta tudo com um sorriso no rosto.·.

Ser maduro é saber dividir o tempo de brincar,
É falar serio quando preciso,
É ser presente na vida dos amigos,
É ser palhaço, contador de piada.

Ser maduro? Não é ser carrancudo!
É simplesmente ser você mesmo.
Isso sim é maturidade....


Panmela Pacheco


"A maturidade me permite olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranquilidade, querer com mais doçura."