quinta-feira, janeiro 26, 2012

Metamorfose




Às vezes precisamos passar por certa situações para aprendermos a dá valor a cada segundo de nossa vida, precisamos viver momentos para saber o que eles significam ou talvez um dia significaram, somos ilimitados em aprender mais limitados para viver, fazemos escolhas, percorremos longos caminhos, acreditamos no amor e até mesmo que um dia aquele sonho vai acontecer, atravessamos os obstáculos da vida, sorrimos sem vontade, choramos de alegria e fazemos caras e bocas para pormos o que sentimos para fora...
Ah momentos que pegamos um papel riscamos nosso nome querendo dizer algo a nos mesmo, dizer ao mundo, dizer palavras, dizer tudo; Mas aquele suspiro, aquela vontade de soltar tudo passa rapidamente e as palavras viram apenas sentimento sentimos ocultos e aquele papel continua branco, apenas rabiscos sobre eles que também querem dizer alguma coisa, mais porém quem os velos não os entenderia...
sabemos que tudo que vivemos e aprendemos tem um motivo real para nossa própria realização, sabemos que tudo pode ser melhor daqui pra frente, confiamos nas forças maiores, mas... Mas sempre teremos a dúvida em nos mesmo, sentiremos menores e desacreditaremos que a fé move montanhas.
Por tudo isso não tenha medo de aborrecer se, chorar, reclamar, desistir e as vezes fugir de tudo, mas tenha medo de ser super herói e as batalhas um dia não saber vence- lãs pois o campo inimigo também tem estratégias. Por isso chore quando for preciso, grite, cante,chore, corra, ame, lute e viva o hoje! Porque o amanhã pertence a Deus e hoje quem faz é você!


Panmela Pacheco

segunda-feira, janeiro 23, 2012

Esse amor é diferente (reflexão)


Ignorância seria dizer que o amor não existe por já ter sofrido uma desilusão amorosa, seria o mesmo que dizer que Deus não existe, mas pense bem o amor de Deus é diferente...
O amor de Deus está no sorriso de uma criança, no olhar, na esperança, o amor está na vida de quem se valoriza; Está no cântaro dos pássaros, nas folhas contra os ventos, na maré, está na mais simples ação de um gesto, o amor está no ar...
Se não acredita no amor não acredita na vida, não tem fé, não tem mais esperança, porque o amor simplesmente é vida; O amor é sem palavras...

Panmela Pacheco

terça-feira, janeiro 17, 2012

Alma de um detento




Olhar para sol e ver a chuva,
Olhar para as estrelas e não as enxergar
Sentir um toque e negar
Regar as flores e não aceita lãs.

Sentimentos ocultos entre linhas,
expressões negativas,
Palavras mal ditas,
Ações irreconhecíveis.

Quem os conhece sabe,
Quem os vê imagina
Quem os ouve interpreta os
Se os toca percebe a inexistência.

Ninguém conhece melhor,
Ninguém os vê melhor,
Ninguém os ouve melhor,
Ninguém os toca melhor,

Somente quem sabe os verdadeiros sentimentos
é a consciência de culpa de uma alma que já se perdeu as esperanças
de ver o sol brilhar de novo.

Panmela Pacheco

segunda-feira, janeiro 09, 2012

Mas que paixão



Ao olhar nos seus olhos sinto a pureza do seu coração,
Vejo seu lindo sorriso vindo de encontro ao meu,
Abraço te com forte carinho dizendo bem baixinho que você é minha paixão.

Ao sentir os seus lábios sinto uma emoção,
Tudo se perde em minha volta e bate forte meu coração.
Será que isso é paixão?
Um simples pulsar do coração?
Não;
Sinto ao olhar nos seus olhos a sinceridade do coração
Seu sorriso te revelam,
Seus beijos te condena,
Seu abraço protege-me tanto que sinto que já não estou mais no chão.

Ahhhhh!
Sinto tão forte que nosso amor já passou de paixão;
É amor de verdade,
É amor da verdade,
Nosso amor é pra sempre e pura simplicidade.

Eu te amo <3

Panmela Pacheco

Dedicada: Carol Furtado e Willian Belizsário