segunda-feira, junho 17, 2013

"Recomeçar"




Hoje o sol sorriu para mim.
E eu duvidei de seu sorriso.
Porque a chuva estava forte que inundava minha pureza.
Ele insistiu em sorrir, me oferecendo o arco- iris,
Eu com minhas duvidas só encarava a tristeza.
Resolvi então olhar, e seu forte brilho encarar
Ele me disse corajosa seus pedidos vou realizar.
Com sorriso me expressei e logo uma lista já o soltei.

Leva embora consigo toda a tristeza,
E me trás novas alegrias,
Que eu não me cegue pela paixão,
 E nem me deixe levar pela emoção,
Que eu sonhe novos sonhos,
E viva grandes momentos.

Mais primeiro leve toda essa dor,
E com ela toda chuva da tristeza.
Traga me a estrela mais brilhante,
E os dons da certeza.

Ei, Sol não demore, por favor,
E venha logo sorrir pra mim de novo;
Mas não se esqueça de minhas recomendações;
Logo para de manhã bem cedo.
Para eu sorrir novamente ao te encontrar.

 E o sol se punha,
E as lagrimas caia,
A noite vinha com toda ousadia.
Mais o sono alcançou- me e em paz me descansei.
E a esperança então nascerá
Para um novo dia recomeçar.·.

Panmela Pacheco



segunda-feira, junho 10, 2013

“Não procure o passado no futuro.”


 
Não tente procurar o passado no futuro.
O que se foi, se foi...
Não tem volta, não tem recomeço.
Mesmo que tentamos mudar o ciclo do sol,
O brilho das estrelas,
Tudo seria impossível!
Pois no passado Deus já deu sua forma, seu brilho, seus encantos.
Não há como voltar e modificar da maneira que acharíamos melhor para nós.

Pois não se leva para o futuro,
Mas ele nos acompanha.
O passado te acompanha sim;
Mas tente não enxergar- ló.
Porque o que passou, passou...
Ficou para trás.

Não procure no olhar,
Não procure no beijo,
Não procure no abraço,
Nem no ar.
Porque ninguém é igual a ninguém!
Mas, todos tem seu jeito de amar.

Deixe o passado de lado,
Deixe a tristeza para trás,
Trague as boas lembranças,
E viva na paz.

Porque ninguém é igual a ninguém;
Confie mais; Deixe o passado para trás!
Panmela Pacheco

quarta-feira, junho 05, 2013

“Deixar o que te deixa.”



Só chora,
Acompanhada chora,
O que fazer?

Sonhar?
Cantar?
Viajar?
Ou, deixar tudo de lado?

Deixar o que te faz chorar,
Deixar o que te faz sonhar, ou deixar de sonhar?
Deixar de lado, ou, deixar o que te deixa de lado.

Sonhar!
E deixar de viver outros sonhos.

Cantar!
E deixar de lado o que te faz cantar.

Viajar!
E deixar de lado o que deixa você.

Deixar!
Ou apenas deixar acontecer.

O que fazer?
Viver? Sonhar? Ou, deixar continuar de deixar.

Reclamar?
Ou tentar mudar.

Deixe apenas acontecer!
Porque talvez assim você entenda o que te faz deixar de ser você.
Deixe...
Panmela Pacheco



"Eu disse..."



Eu disse que nunca amaria de novo: Amei.
Disse que jamais diria “eu te amo”: E eu disse.
Disse que não mudaria por ninguém: Mudei.
Disse que jamais choraria de novo: Chorei.
Disse que me calaria ao levantarem a voz para mim: E Eu gritei.
Disse que jamais diria o que sinto: E eu estou dizendo.
Disse que não machucaria ninguém:  E eu machuquei.
Disse que não mentiria: Menti.
Eu disse tantas coisas, mas na hora que era realmente para eu falar; Me calei.


Panmela Pacheco