sexta-feira, abril 27, 2012

Utopia



Ao deitar no fim da noite, coloco a cabeça no meu travesseiro de sonhos...
Sonho com o dia, sonho com a noite,
Sonho com nome que poderia ter cada estrela.
Sonho andando sobre algodões, bem branquinhos e azulinhos.

No sonho, realizo os sonhos.
Ando de mão dada com a felicidade,
Prosado minha história de amor.

Sei que tudo é um sonho,
Sonho que não quer parar de sonhar,
Sonho de menina, sonho de esperança.

O despertador logo toca,
Assustada, levanto-me,
Corro para janela, buscando ali outro mundo.
A vontade de chorar logo bate,
Mais o orgulho é mais forte,
E aquela lagrima que queria correr,
Se seca como no deserto escaldante.

Mais um dia se passará,
E de olhos esbugalhados vou ficar a esperar a noite chegar!
Porque os sonhos que sonho, só Deus há de realizar.
Enquanto não os acontece, prefiro a noite esperar.

Panmela Pacheco

Utopia tem como significado mais comum a idéia de civilização ideal, imaginária, fantástica. Pode referir-se a uma cidade ou a um mundo, sendo possível tanto no futuro, quanto no presente, porém em um paralelo. A palavra foi cunhada a partir dos radicais gregos οὐ, "não" e τόπος, "lugar", portanto, o "não-lugar" ou "lugar que não existe".

Nenhum comentário:

Postar um comentário