segunda-feira, novembro 19, 2012

“Queria, mais o medo não quer”




Queria usar todas as palavras possíveis para descrever o que sinto.

Queria usar o que dentro de mim para mostrar o quem eu sou.

Queria ser eu para você, e declarar- me sem medo.

Queria perde o medo de olhar nos seus olhos e encontrar seus lábios.

Queria encontrar seus lábios e demonstrar em um beijo a minha paixão.

Queria pegar minha paixão e entregar em suas mãos.

Queria tocar em suas mãos, e sentir o calor delas sobre as minhas.

Mas as palavras não soam, e o meu eu esconde- se.

O meu olhar disfarça, e meus lábios sorriem como se nada acontece dentro de mim.

A paixão desparece no meio de um deserto sem fim.

Apagando pensamentos de possibilidades de estar junto a ti.

Segurando fortemente uma caneta descrevo pra ti.

Um dia talvez ei de dizer, queria que fosse agora!

Mais o medo só me faz esconder.

Panmela Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário