terça-feira, maio 15, 2012

Indiferença




Até ontem você pra mim era invisível.
Mal sabia seu nome,
Nem mesmo a sua função.

Ontem não fazia diferença,
sua cor, ou sua religião.

Hoje, sinto falta de você no meu dia- a dia.
Sinto falta do seu sorriso,
Sinto falta do seu olhar.

Sei que talvez, nunca seja correspondida
com o mesmo olhar.
Com o mesmo sorriso.

Sei que hoje penso mais,
Analiso mais sobre nos dois.
Mais confesso que se pudesse voltaria ao ontem.

Porque assim o hoje, não faria mais sentindo.
Porque o hoje dói.
E pra recuar, não dá mais.

Vou viver com meus sentimentos escondidos,
porque um dia quem sabe, possa ser ouvido,
Ou, até mesmo compreendido.

Panmela Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário