quarta-feira, outubro 16, 2013

" Questão"



Eu procuro entender as coisas,
As raízes da paixão,
As magoas , a solidão.
Procuro entender o porque de cada questão,
Se é que entende, eu não entendo como cheguei aqui.

Não entendo como deixei o tempo levar,
Como deixei o vento soprar,
Como deixei você ir assim.
Eu tinha tudo pra se feliz,
Pra te fazer feliz, mas escolhi abrir mão de você.

Hoje, estou assim sem você
Como futebol sem bola,
 Amor sem beijinho,
Circo sem palhaço,
E eu sei que não vai voltar.

Não sei se queria que você voltasse para mim.
Ou, se faria a mesma coisa, tudo de novo,
Não posso dizer que me conheço, porque sei que não...
Mas choro por seu sorriso que não tenho,
Sofro com as lembranças.

Sei que não é amor, mas sim a dor da perda,
É, perdi você!
a verdade você nunca foi realmente meu.
Você Simplesmente voltou de onde nuca deveria ter saído,
E me deixou aqui.
Sentindo falta de você
Querendo você,
Mas ciente que nada passa de uma ilusão, um sonho.
E no final dele acordarei sozinha de novo, sem você.

Sem você na memória,
Mas com você no coração,
Triste ilusão, será mesmo paixão?
Ou apenas dor de uma perda inesperada?

Es a questão...

Panmela Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário