terça-feira, outubro 15, 2013

"Arredio sentimentos ocultos"



Sem palavras aqui estou,
Sem palavras assim ficarei,
O mundo da voltas,
AS horas passam,
E eu aqui sem nada pra mudar.

Sem ver o sol brilhar,
Sem ver a chuva cair,
Sem ar, sem tudo.

Porque nada tem graça de se ver,
Nada é do jeiro que a gente quer,
Tudo estranho,
Confuso demais,
Tudo monoto,
Tudo sem graça.

Até as minhas ilusões,
Minhas esperançsa,
As espectativas,
O meu dia…

Tudo se vai…
Nada muda;
Será que não mudará?
Será que os bons dias virão?
Ou, tudo se acabará em mesmice.

Talvez.
E o vento levou me as palavras,
Assim estou, assim ficareí…
Porque se eu não mudar, as palavras engolirei.
E sem palavras ficarei.

 Panmela Pacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário